quinta-feira, 29 de setembro de 2011

EDUCAÇÃO SEM CONDIÇÃO


Proposta do MEC que aumenta carga horária das escolas pode ser um erro

O ministro da Educação Fernando Haddad quer adicionar 20 dias ao ano letivo e isso tem levantado algumas preocupações na comunidade escolar. O projeto poderá ser encaminhado ao Congresso para apreciação no início de 2012 e foi anunciado no último dia 21.
Segundo o Portal do MEC, o ministro disse que “o país deve lutar pela expansão da jornada escolar como forma de diminuir a distância entre estudantes ricos e pobres.” Ele também comparou a carga horária das escolas brasileiras com a de países mais desenvolvidos e destacou como essa diferença pode influenciar no desenvolvimento do país. Para a coordenadora geral do Sinte, Fátima Cardoso, a ideia do ministro em esticar a carga horária dos estudantes pode ser um grande erro pela forma como tem sido pensada.
“Não corrigiremos essas distorções sem a saída da população da linha de pobreza, sem uma reestruturação na Educação Básica em todos os seus aspectos e sem um salário digno para os professores e demais funcionários da Educação. Da forma como é concebida, a proposta só desconhece as condições de trabalho e de saúde da categoria. Ela nega que, sem uma visão do aluno sobre o papel social da escola não se terá sucesso só com um aumento de 20 dias letivos”, avaliou a coordenadora.
FONTE: SINTE-RN
LEIA MAIS EM:http://www.sintern.org.br/noticias/visualizar/1274

Nenhum comentário:

Postar um comentário