quinta-feira, 30 de agosto de 2012

OPERAÇÃO OUTRAS FACES EM PARAZINHO






A Polícia Civil recuperou nesta quarta-feira (29) aproximadamente 33 toneladas de argamassa comprada de maneira fraudulenta pela quadrilha de estelionatários presa na sexta-feira passada (24) pela Operação Outras Faces. 
A carga que veio de Paulista (PE) tem um valor estimado em R$ 23mil 347 reais e foi adquirida pela empresa “fantasma”, aberta pelo grupo no município de Parazinho (RN), sob o nome de Distribuidora Lustosa e Paiva.
Gleice Kelly de Almeida Araújo, irmã de Clóvis Alberto Almeida de Araújo, o chefe da quadrilha, era quem se passava por proprietária da distribuidora e a responsável por realizar as compras fraudulentas no comércio, cujos pagamentos não eram efetuados. A Polícia aponta que a carga seria repassada para receptadores com custo bem abaixo do valor de mercado.
Além da empresa que vendeu a argamassa para a quadrilha, a transportadora responsável pelo frete de Pernambuco até o Rio Grande do Norte também foi vítima do grupo. Todo o material recuperado será devolvido à empresa de origem.
A Operação Outras Faces resultou na prisão de oito pessoas acusadas de fraudar cartões de crédito em nome de falecidos, e aplicar golpes em empresas e instituições financeiras.
Fonte: Jacson Damasceno


Nenhum comentário:

Postar um comentário