quarta-feira, 18 de maio de 2011

A MENTIRA

                                                   A falsa morte de Osama Bin Laden
                           EUA, monta a maior farsa da história recente e engana todos


 Um morto é continuamente mantido “vivo” para que exista um bode expiatório necessário, justificando a interminável “Guerra contra o Terror”.

Osama Bin Laden morreu a 16 de dezembro de 2001 no Afeganistão, de problemas renais e hepáticos que o atormentavam há anos. Ele tinha hepatite C e tinha que ser internado frequentemente para se submeter a uma hemodiálise. Sua última foto, tirada a 6 de dezembro de 2001, (veja acima), mostra um homem bastante envelhecido por uma grave enfermidade. Segundo os especialistas da CIA, Bin Laden precisava naquela época de uma hemodiálise a cada três dias e eles disseram: “Claro que é muito difícil quando precisa-se fugir de um local para outro e ainda, como seria possível por em operação um equipamento transportável pelos seus esconderijos nas montanhas?”. Para comparação, uma foto da época, quando ele ainda estava saudável. Há muitas provas e indícios que apontam para o fato de Bin Laden já estar morto há muito tempo. 
                                                                                                                      
                                                                                                                     Por: Alles Schall und //
                                                                                                               Analista político Internacional

Nenhum comentário:

Postar um comentário